quinta-feira, 25 de março de 2010

Hoje cheguei à conclusão que...


... queria tanto ter uma coisa destas!
Sempre fui muito inconstante nos meus sentimentos pela Bimby, ora quero, ora não quero. É que na verdade eu gosto MUITO de cozinhar. Só não tenho tempo, ou quando chego a casa estoirada dos neurónios não tenho muita vontade - e às vezes duvido que tenha jeito. Mas confesso que me dá um gozo tremendo fazer experiências com os tachos, e se realmente tivesse mais oportunidade era algo sobre o que gostava de aprender mais!

Mas a realidade do quotidiano não me permite grandes liberdades nesse sentido. E sempre que leio coisas sobre a Bimby fico meio taquicárdica, ao pensar nas imensas possibilidades que a maquineta oferece, com um reduzido dispêndio de esforço! E já há tantas receitas disponíveis...

Mais: se o baby realmente vier ao mundo no próximo ano, considero a Bimby uma aliada fantástica, especialmente no que concerne ao momento em que tenho de começar a fazer sopinhas especiais para bebé, e ao aumento de actividade exponencial que vai haver lá por casa.

Se ao menos o raio da maquineta não fosse tão cara! Forreta me confesso, e há sempre esta ou aquela prioridade no momento... Pode ser que decidamos investir numa pequena poupança para a aquisição futura da nossa little helper.

9 comentários:

hoje vou casar assim disse...

Acreditas que eu ainda não consegui perceber quais são as vantagens da Bimby?

Tenho procurado receitas só para ver quais são os passos e qual é a quantidade de esforço, e não vejo grandes diferenças em comparação com a forma de cozinhar normal.

Pumpkin disse...

Mais uma com mixed feelings... Há quem diga que é uma pequena maravilha, mas a grande vantagem que vejo à partida, é o facto de controlar a temperatura de cozedura - o que torna a sopa ou a refeição mais saudável. Mas de qualquer forma, penso sempre como seria muito mais divertido gastar esse dinheiro nuns diazinhos fora... :) heheheh

Queen of Hearts disse...

Hoje, eu também sempre fui céptica... Acho que me baseio sempre um pouco nos comentários de quem tem! Deixam-me sempre balançada...

Pumpkin, até hoje tem sido sempre esse o meu raciocínio! hihihi

Vee disse...

Eu não tenho usado muito ultimamente para fazer comida. Só têm saído uns sumos e uns iogurtes, mas eu ando muito preguiçosa para fazer qualuqre tipo de comida. Acho que vou contratar um chef em vez duma empregada de limpeza, eh eh :D

Ideias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jo disse...

(Fui eu que comentei em cima só que por distracção, com a conta google errada)

Toda a gente fala na Bimby, por norma bem. Eu ainda não me rendi :P

Miss Star Pink disse...

Dear Queen se fosse eu a ti guardava bem guardadinho o dinheiro que irias dar por uma Bimby e aplicava noutras coisas mais interessantes.
Eu não tenho, mas por aquilo q vou ouvindo tenho a sensação que a Bimby não é tão mágica como aparenta.
Mágica seria se eu colocasse lá dentro os ingredientes, carregasse num botão e voila me aparecesse um bacalhau com broa prontinho.
Just my opinion...

Beijoca

L de Leão disse...

Olha eu concordo com a MSP. Eu não me importava de ter uma, mas só se me dessem! E mesmo assim preferia que dessem o dinheiro dela!! Faz coisas boas, mas há muitas delas em que se perde quase o mesmo tempo, tipo bolos, bolachas..E não acho muita piada a estar sempre a carregar nos botões, contando segundos ou minutos.

Deixa também dizer que nunca vi uma demonstração, estou só a falar pelo que dizem.

Su disse...

Olha, eu era completamente anti Bimby. Porquê? Porque adoro cozinhar e achava que esta maquineta era destinada a quem não gosta. Não podia estar mais enganada.
Com ela agora consigo divagar muito mais pela cozinha, com a vantagem de perder muito menos tempo. É que adorar cozinhar não significa que queiramos passar uma tarde inteira na cozinha. A Bimby é uma ajuda preciosa quer quando temos disponibilidade e queremos cozinhar para impressionar, quer quando chegamos a casa tarde e cansadas durante a semana e temos de fazer o jantar e passar a swiffer e apanhar a roupa etc.
Para Babies então (apesar de ainda não os ter) não duvido do quão importante e preciosa ela será.

Sim é cara, mas depois de a ter e perceber que realmente é uma aliada (desengane-se quem pensa o contrário, só depois de a termos e realmente utilizarmos - não deixá-la a um canto claro - é que percebemos isso) acho que o investimento valeu muito a pena.
E afinal de contas não damos nós 2000€ ou mais para irmos de férias?! Sim, nem toda a gente pode dar, mas a questão é que pode-se fazer um pé de meia durante algum tempo para a comprar - e ir pedindo umas contribuições à famila - são só ideias.

Já agora como exemplos posso dar: agora faço eu o pão, ao meu gosto, integral com cereais, com os ingredientes que quero, e como-o quentinho; faço sopa em menos de nada e sem me preocupar com nada, faço 1001 pratos que antes não me aventurava tanto e saem-me logo bem à primeira.

Bom... não me alongo mais. Mas isto é a opinião de alguém que ainda o ano passado era complertamente anti Bimby.