sexta-feira, 19 de março de 2010

I've got a problem.


Essencialmente, não tenho os lindos cabelos compridos e saudáveis da Heidi. Passo a explicar.

O meu cabelo é daquela terrível raça sem nome que se caracteriza por: não ser liso nem ser encaracolado; ser muito, muito, muito; ser volumoso em demasia; ser indomável; ser oleoso nas raízes e seco nas pontas. Só qualidades.

Sempre (em mais de 75% da minha vida, pelo menos) usei o cabelo curto. À tigelinha, quando era pequenita; à rapaz, na pré-adolescência; estilo inominado, na adolescência; deixei crescer aos 17 anos e voltei a cortar aos 18/19; e a partir daí usei vários estilos e cortes, sempre pequenino. Cheguei a cortá-lo pente 3 (como se viu em fotos aqui ), deixei crescer umas pontinhas atrás, usei à garçonne... Enfim. Muitos anos, muitos estilos.

Quando decidimos casar, decidi deixar crescer o cabelo. Aumentar o leque de opções para o big day. O meu cabelo cresce rápido. Em 18 meses foi de curtinho, curtinho, a abaixo dos ombros.

Nunca mais me apeteceu cortar pequenino. No entanto, além do trabalhão que dá e que abomino, passo a vida em sofrimento por causa de uma praga que me assola desde que o comecei a deixar crescer. É que as pontas dos meus cabelos têm a infeliz tendência a abrir e ficar "espigadas". A minha tolerância zero às pontas espigadas faz com que ande constantemente a catar os fios de cabelo, à procura dela. Preciso de sair desta espiral auto-destrutiva (riso maléfico), mas como?!?!

Vou fazendo as (poucas) coisas que posso e para as quais tenho tempo: lavo umas 2 a 3 vezes por semana (com muito sacrifício, porque por mim cada vez que me enfiasse debaixo do chuveiro era head first!); uso champôs apropriados ao meu tipo de cabelo; uso creme nas pontas ou um spray desembaraçador que faz as vezes do creme e não necessita enxaguar (da Schwarzkopf Gliss); uso sérum para as pontas danificadas (também da Schwarzkopf Gliss); não seco com secador mais do que uma vez por semana; corto as pontas regularmente. Realmente, a única coisa que posso dizer que NÃO faço, porque não tenho tempo ou disposição, é máscaras.

Portanto, digam-me: o que posso mais fazer? O que mais queria era que o raio do cabelo passasse o comprimento estúpido que tem hoje (mais ou menos pelos ombros), mas só me apetece cortar OUTRA VEZ as pontas - e assim nem daqui a 10 anos; ou tenho de o deixar crescer com um aspecto miserável. Miracles, anyone?...

9 comentários:

L de Leão disse...

Bem, falando por experiência própria...

Não cortes com tanta frequência se queres que o cabelo fique maior. Eu sei que tem que crescer saudável, mas de todas as vezes que pensei assim o cabeleireiro entusiasmou-se e cortou demais. Assim nunca mais!

Então, pensei em alternativas ao corte.
O que resultou comigo e só não uso mais vezes porque acho muito caro: o sérum para pontas da Kérastase. Também tenho esse que usas mas, para mim, nem tem comparação possível. Este que falo foi mesmo incrível e curou as minhas pontas.

E a verdade é que fiquei com o cabelo pior depois de uma ondulação e de madeixas que tão cedo não faço.

(Ahh, quando usei esse sérum notei que o cabelo ficou também com mais vida e cresceu mais depressa.)

L de Leão disse...

Este:
http://www.skinstep.com/product_images/oreal-kerastase-nutritive-serum-nutri-sculpt-lustrous-repair-dam-sen-hair-04262451103.jpg

(alonguei-me :p)

Vee disse...

Parecia que estavas a falar do meu cabelo. A única diferença é que o meu é mesmo encaracolado (liso só quando vou ao cabeleireiro).
O meu maior problema é as raízes oleosas.
Notei melhoras quando comecei a usar Schwarzkopf (a linha profissional). Para crescer sigo o conselho que uma cabeleireira me deu uma vez: não cortar muitas vezes. Não uso muitas máscaras por causa do problema da oleosidade, mais vale usar um serum só mesmo nas pontinhas do cabelo.
Tento não o submeter a grandes fontes de calor, nada de muito secador, etc, etc.
E a manutenção é só esta. (Agora tenho o cabelo curto mas era assim que o cuidava quando estava comprido)

Queen of Hearts disse...

Obrigada meninas!

L, vou definitivamente experimentar esse serum da Kérastase. Já tomei nota no telemóvel para ter o nome sempre comigo, vou procurá-lo!

Vee, além da falta de tempo e muitas vezes de disposição para as máscaras, também senti esse efeito adverso. O meu cabelo ficou "hidratado demais"!

Vou seguir o vosso conselho e tentar dominar-me... e não cortar tanto o cabelo para ver se ele finalmente ganha o comprimento que eu tanto quero experimentar!

Rita G. disse...

Pelos vistos não sou a única com esse tipo de cabelo! Nunca usei curtinho, e agora está pelo queixo. Ando sempre a passar a placa de alisamento( uso spray protector), mas estou farta de ter um cabelo com o qual nunca estou satisfeita! Tb peciso de uma solução:-) bj

L de Leão disse...

QoH, depois diz o que achas. Espero que ctg resulte tão bem como cmg ;)!

Marisa disse...

O meu cabelo é igualzinho. Nem liso em encaracolado. Nunca fiz nenhum corte radiacal, mas lembro-me que ha 2 anos a minha EX cabeleireira cortou-o exageradamente e para mim foi um choque.
O meu grande aliado é mesmo a placa alisadora

Miss Star Pink disse...

Dear Queen neste assunto não te posso ajudar muito. Tu sabes que eu acho o teu cabelo fantástico comparativamente ao meu.
Uso tb os produtos da Schwarzkopf Gliss e adoro!
Tens q ter paciência e não cortar o cabelo com tanta regularidade. Qdo deres conta ele já passou esse tamanho complicado.

Beijoca

Josefina disse...

QoH eu tenho o cabelo liso, mas também com raízes oleosas e pontas secas. No verão passado tinha-o bem comprido, e tive de dar-lhe um corte valente para tirar todas as pontas estragadas. No cabeleireiro recomendaram-me e amaciador da Redken, acho que é o destinado a cabelos sem brilho. Uso todas as vezes que lavo o cabelo, dia sim dia não, e até agora nunca mais tive uma ponta espigada, estou super satisfeita com os resultados. Para além de que só precisas de usar um bocadinho de nada! Eu comprei o meu em Outubro, e tenho um pouco menos de metade!

Beijocas