quarta-feira, 16 de junho de 2010

Hum


Nas teorias da blogosfera, será que o facto de eu ler constantemente nos outros blogs coisas que me inspiram a escrever uma opinião minha sobre determinados temas, ou a revelar algo sobre mim motivada pelos escritos de outras bloguistas, é considerado cópia/plágio/falta de originalidade?

Será que temos sempre de nos estar a superar em termos de imaginação para sermos únicos? Será que não nos basta ser nós, mesmo que o mote para nos mostrarmos venha de algo que lemos noutro lugar?

Não sei, tenho sempre a sensação que a blogoPIDE está ali ao virar da esquina, a delatar tudo o que é "fútil", "imitação" e "ridículo".
Mesmo que na minha opinião nem tudo seja alguma dessas coisas.

5 comentários:

Josefina disse...

Muitas vezes apetece-me usar temas que vi noutros blogs, mas depois penso que vai haver a inevitável comparação e deixo para mais tarde ou desito deles...mas acho que os blogs acabam por ser uma espécie de conversa, vamos trocando impressões, por isso não acho errado dissertar sobre o que alguém dissertou antes!

Beijocas***

Kika disse...

Podes resolver isso com um link para o post a dizer que "viste" lá o tema... :)

Olhos Dourados disse...

Opiniões diferentes sobre determinado assunto acho até enriquecedor. Mas muitas vezes quando vejo o mesmo tema em muitos blogs, fico sem vontade de falar dele.

Leana disse...

Penso que deve acontecer a qualquer blogguer, ler um tema que lhe lembra algo e que até gostaria de falar acerca disso no seu blog.

A mim já me aconteceu N vezes, mas penso muito bem antes de escrever, pois não quero correr o risco de alguém pensar que estou a plagiar/copiar!

Longe com essas coisas! Problemas e chatices já tenho de sobra, e se venho aqui é para descontraír e não para me aborrecer.

Tudo isto, para te dizer, que compreendo muito bem a tua questão, mas infelizmente, não posso ajudar muito...

Bjinhosss

Maria disse...

Não. Pegares num tema e escreveres sobre ele partilhando da opinião ou não não é plágio.


Plágio é tu veres os teus textos usurpados por outra pessoa. É tão ridiculo alguém assumir como seu textos tão pessoais que só quem viveu aquilo sabe do que fala quanto eu que nunca estive em NY, dizer que aquela foto à frente das NU é minha. Entendes? Não faz o menor sentido, por muito que eu desse um corte de cabelo radical para lá ter estado.

E porque já vi textos meus a propósito da pessoa que mais amei até hoje serem literalmente plagiados é que não consigo sequer ter dó e piedade nesses caso.

Agora falar das mesmas coisas toda a gente fala. É mais do que normal. Só que nem todos têm a mesma escrita, a mesma forma de se exprimir. E aqui é que reside a diferença.

Bj