quarta-feira, 14 de julho de 2010

Cabecinhas ocas


Falava-se de uma rapariga que todos conhecemos por motivos profissionais. Muito mais jovem que nós, novata ainda na profissão. Comentava-se que ela é rudimentar, pouco polida, pouco educada até. Sem grande classe e saber estar, vá. Ela é alta, esguia, longos cabelos, rosto engraçado. Em regra, isso é o bastante para despertar o interesse do sexo oposto. Eu disse despertar... manter depois é outra conversa, depende do macho em questão.

Fiquei agradada por constatar que os dois amigos que conversavam sobre o tema revelam possuir o discernimento que sempre lhes atribuí. Com toda a sinceridade, confessavam mutuamente o desinteresse que essa rapariga lhes suscitava, e eu provocava: "Mas ela é tão gira..." E eles replicavam, genuinamente chocados: "Gira?!? Desde a primeira vez que abriu a boca, tornou-se a noiva do Frankenstein.".

E eu fiquei tão orgulhosa dos meus amigos. Talvez seja a lucidez dos 30. Talvez seja apenas defeito de fabrico.

7 comentários:

Louise disse...

Invariavelmente isso acaba por acontecer.
Quando alguém procura um par, procura algo com que se identifique e se isso não acontecer o resto não importa.

Para um divertimento pontual pode colocar-se esses requisitos de lado, mas nunca para algo mais.

sofia disse...

A Louise disse tudo. Ah...e prova que os teus amigos têm algo na cabeça!

Rita G. disse...

Acredito que para uns momentos de diversão a menina seja perfeita, mas os homens tb querem mais do que isso, pricipalmente se já passaram de uma certa idade. Acho que aí já procuram mais do que uma imagem agradável!:) bj!

veeny disse...

Eina... Amigos inteligentes :)

Olhos Dourados disse...

Vá lá que esses têm bom senso!

VannD disse...

:)

Miss Star Pink disse...

Ainda há rapazes (homens) com juízo na cabeça. É curioso que no secundário havia um rapaz na minha turma q era giro q se fartava, mas quando abria a boca "só deitava postas de pescada". Tirava logo o interesse todo...
Beijinhos para ti e para os teus amigos com tino na cabeça (é raro).