segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Don't know what I'd done


Ou, por outra, sei. Teria continuado a viver, a aproveitar o lado bom das coisas, a dizer-me que não eras para mim, que não estava escrito, não devia acontecer. Teria continuado a trabalhar, a viajar, a dançar, a rir e a chorar, a conviver e a sonhar.

Mas, lá no fundo, não acreditaria que aquela certeza que tive a primeira vez que te vi fosse um engano. E viveria na esperança surda e abafada que um dia olhasses para mim e me visses.

2 comentários:

Pipita de Chocolate disse...

QoH I am back! Agora estou num espaço novo que gostava que visitasses :)

Tentei comentar no post anterior mas não consegui! Também aderi à parte do "gostar de mim como sou" e digo-te uma coisa, é o melhor que fazemos!

Beijinhos***

(Josefina)

VannD disse...

...e eu vi-te!



Amo-te!