quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Gostei tanto, tanto, que tenho de escrever sobre ele - Textos alheios #1

Este texto da Elite não teve muito tempo de "aquecer o lugar", e já eu estou a escrever acerca dele. Entrou-me pela retina, fez clique lá dentro, fez-me identificar. E consolidou a minha percepção de que, aos 24 anos, eu era realmente muito imatura! Este tipo de coisa não me passava pela cabeça, e eu sempre fui muito analítica e introspectiva. Cada vez mais gosto deste blog por isso mesmo, gosto de pessoas maduras, esclarecidas, resolvidas. Aos 24 ou aos 34, 44, 54, isso pouco importa.

A verdade é que, cada vez mais, cada dia que passa, me revejo na mensagem deste texto.
Cada vez mais valorizo a paz, o silêncio, o sossego, em detrimento da movida, de demasiada confusão, que me despe de energia e que me suga a vitalidade. No meu caso, talvez porque me sinto desequilibrada; a caminho da melhoria, é certo, mas ainda não no meu ponto de equilíbrio normal.
Já tenho dito isto outras vezes, de viva voz, e correndo o risco de até ferir a susceptibilidade das pessoas de quem gosto; mas a verdade é que sinto que precisava de um tempo sozinha para me conseguir re-equilibrar. Uma semana, num sítio tranquilo, sem falar com as pessoas (em geral), e falando o essencial com as pessoas da minha vida, entregue a mim mesma. Sinto que faria por mim um verdadeiro milagre.

Também me identifico bastante com a aversão à conversa que se tem por se ter. Odeio o "tudo bem?" "tudo bem!" e depois... grilinhos no campo. O ter de inventar assunto, porque não se está em momento ou disposição para conversa. Eu acho que as conversas devem ter-se porque o momento as pede, porque nos apetece muito conversar com aquela pessoa, não porque circunstancialmente ela está ali, à mão de semear - e neste momento até não tenho verdadeiramente nada para dizer, mas pronto. A verdade é que raramente uso o MSN que tenho no pc (apenas quando estou para aí virada), e não uso outras ferramentas de conversa. Prefiro mil vezes falar de viva voz, ou estar fisicamente com as pessoas - e isso faço-o sempre que posso. A verdade é que GOSTO, genuinamente, das pessoas que tenho no msn e no email, das pessoas com quem não estou frequentemente porque estão longe, gosto delas e apetece-me estar com elas, falar com elas e contar-lhes coisas da minha vida, ouvir coisas da vida delas. Mas não sou, pura e simplesmente, vocacionada para a comunicação escrita, seja por falta de tempo, seja por falta de inclinação... Mil vezes prefiro ouvi-las, vê-las, abraçá-las, mesmo que isso apenas aconteça uma vez por semana, uma vez por mês, ou uma vez por ano. Quando isso acontece, é como se tivesse estado ontem com elas - porque lá está, são um bocadinho minhas, são pequenos encaixes de mim, cada uma com seu significado e sua importância.

De modos que, Elite, devorei este teu texto. Identifiquei-me e fez-me a maior vontade de sobre ele discorrer. Desculpa a usurpação do tema!

7 comentários:

_+*Ælitis in Paris*+_ disse...

Antes de comentar o que seja, estou a morrer de rir com o "Odeio o "tudo bem?" "tudo bem!" e depois... grilinhos no campo"....... HAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHA!

_+*Ælitis in Paris*+_ disse...

Ainda hoje, ao reler os teus comentarios,(re)lembrei o quanto somos parecidas (porque ja li coisas aqui ou comments teus nos quais eu queria apenas responderu "eu também").
Acredito que ha os que precisem falar sem parar, mas não é o meu caso. E agora tenho de respirar pois tenho encontro com uma amiga assim mas desta vez, quem vai falar sou eu ;)
Obrigada por tudo o que disseste sobre mim... :D

J.

Rita G. disse...

Tb adorei esse post, identifiquei-me de imediato:) Acho que a Elite tem dos melhores blogues que conheço, escreve muito bem e percebe-se a léguas que é uma mulher muito inteligente:) E tb adorei ler o teu, mais uma vez retrata tb a minha forma de sentir nesta altura da minha vida.
Bj!

N. disse...

Completamente de acordo com tudo o que li! É por estas e por outras que nos entendemos tão bem!
Beijinhos

Me disse...

O texto da Elite e o teu em versão "vou esclarecer a ideia" estão verdadeiramente sublimes.

Concordo e identifico-me com tudo!

Bisouxxx

Queen of Hearts disse...

Elite: de nada. Tudo sentido. Cada vez gosto mais do teu blog, que se há-de fazer? :)

Rita: volta e meia acontece, simplesmente identificamo-nos com as ideias alheias! :)

N.: Minha amiga :) é verdade. É por isso que a gente cá se entende. :)

Me: Obrigada! Há dias em que basta um catalisador, que logo deitamos estas coisas cá para fora. :)

Nokas disse...

Gostei imenso do teu texto, faz pensar :)