sexta-feira, 30 de abril de 2010

Day 3 - A song that makes you happy



E se forem duas, pode ser?

Não é bem que me façam happy... mas definitivamente deixam-me bem disposta.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Day 2 - Your least favourite song

Aqui não consigo eleger uma única... Há tanta coisa por aí que me faz arrepiar pelos piores motivos... Mas aqui fica um exemplo de algo que não consigo gostar. Perdoe-me quem goste...

Clash of the Titans


Fomos ontem ver, e... gostei. Muito! Aliás, sempre tive uma "pancada" por mitologia. O filme, no geral, está bem conseguido e proporciona excelente entretenimento! Recomendo, se forem fãs do género.

Primeira refeição bimbólica

E ontem lá tivemos tempo de fazer a nossa primeira refeição na Bimby. Fizemos um caril de frango com arrozinho basmati... E que maravilha que estava! Para primeira experiência achámos que correu muito bem.

EDIT: Não tenho qualquer interesse particular em fazer publicidade, mas soube que a campanha de aquisição da Bimby à qual aderi (e que achei vantajosa) foi prolongada por mais algum tempo. Então, já agora aproveito para informar! Se alguém estiver interessado e pretender o contacto da Isabel, é só dizer! :)

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Day 1 - Your favourite song



Já não é novidade... Tal como a minha amiga B., que trouxe Jeff Buckley à minha vida, sinto-me fascinada por esta música de cada vez que a oiço. Embora seja muito difícil eleger uma única música como a minha preferida em toda uma vida, esta anda lá muito, muito perto...

Desafio!

Que interessante, o desafio que a Sofia e a Miss Star Pink me propuseram! Obrigada meninas!
Este desafio musical exige que todos os dias responda às seguintes questões:

1 - Day 01 - Your favourite song (A tua canção favorita);

2 - Day 02 - Your least favourite song (A tua canção menos favorita);

3 - Day 03 - A song that makes you happy (Uma canção que te põe feliz);

4 - Day 04 - A song that makes you sad (Uma canção que te põe triste);

5 - Day 05 - A song that reminds you of someone (Uma canção que te lembra alguém);

6 - Day 06 - A song that reminds of you of somewhere (Uma canção que te lembra um lugar);

7 - Day 07 - A song that reminds you of a certain event (Uma canção que te lembra um determinado acontecimento);

8 - Day 08 - A song that you can dance to (Uma canção que te faz dançar);

9 - Day 09 - A song that makes you fall asleep (Uma canção que te faz adormecer);

10 - Day 10 - A song from your favorite band (Uma canção da tua banda favorita);

11 - Day 11 - A song that no one would expect you to love (Uma canção que ninguém esperaria que gostasses);

12 - Day 12 - A song that describes you (Uma canção que te descreve);

13 - Day 13 - A song from your favourite album (Uma canção do teu álbum favorito);

14 - Day 14 - A song that you listen to when you’re angry (Uma canção que ouves quando estás zangada);

15 - Day 15 - A song that you listen to when you’re happy (Uma canção que ouves quando estás feliz);

16 - Day 16 - A song that you listen to when you’re sad (Uma canção que ouves quando estás triste);

17 - Day 17 - A song that you want to play at your wedding (Uma canção que queres que toque no teu casamento);

18 - Day 18 - A song that you want to play at your funeral (Uma canção que queres que toque no teu funeral);

19 - Day 19 - A song that makes you laugh (Uma canção que te faz rir);

20 - Day 20 - Your favourite song at this time last year (A tua canção favorita no ano passado por esta altura).

Vai ser muito, muito difícil para mim, que sou viciada em música... Mas vou dar o meu melhor.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Inspirem-se!


Porque, apesar de já as sabermos, nunca é demais lermos estas verdades e deixá-las entrar no nosso subconsciente.

Devagar, devagarinho e parado.


As três velocidades a que o meu cérebro hoje está a funcionar. O fim de semana não deveria servir para descansarmos? Pois. Não sei como, este último conseguiu ser mais cansativo do que a semana toda. E muito pobre em horas de sono. Para ajudar à festa, ontem foi novamente noite de jantarada e conversa até altas horas. Acho que nos últimos três dias cozinhei mais do que normalmente numa semana... Mas tinha de ser, eram situações que já não podia adiar por mais tempo!

Resumindo: estou que não posso. Concentração zero. Energia zero. Vontade zero. Hoje à noite vou certamente dormir sem sono.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Sabe-me tão bem!


Pegar no meu lindo mp3zinho vermelhinho e ir ao fim da tarde, acompanhada pela melhor música que há, fazer uma bela caminhada! É mesmo retemperador.

domingo, 25 de abril de 2010

It's done.


E é assim que, sem mais nem menos, tenho uma nova companheira de cozinha. Hoje tive a oportunidade de ver ao vivo e a cores a famosa maquininha milagrosa, de verificar como trabalha, as vantagens que oferece, e as qualidades que apresenta. Confesso que é difícil não ficar rendido. E a verdade é que, num curtíssimo espaço de tempo, e com esforço (quase) zero, fiquei com um maravilhoso sorbet de meloa, uma limonada fresquinha, massa de pizza, pãozinho ralado aromatizado, e um bacalhau com natas de comer e chorar por mais. Tudo bem saudável, confeccionado com ingredientes naturais, que estavam lá na minha cozinha.

Ora, eu sou uma pessoa que gosta de cozinhar. Daí o facto de ser céptica em relação à Bimby. Mas, embora perceba que haja muitas pessoas que não vêem as vantagens (eu própria me questionei durante imenso tempo), o facto é que eu tenho muito pouco tempo para dar largas à minha veia culinária. Mais: sou preguiçosa e tudo o que dê muito trabalho, estar ali de volta do fogão a ver se não queima, tal e coiso... não dá. A verdade é que a minha vida não vai mudar (para mais fácil) tão cedo. Não vou começar a chegar a casa mais cedo. Não vou começar a trabalhar menos. Não vou ficar mais desocupada fora do trabalho. Muito pelo contrário. Assim, penso que a opção foi certa e se reverterá num ganho a médio/longo prazo. É só preciso rentabilizar!

Aqui ficam dois agradecimentos muito especiais: ao meu M., ele sabe bem porquê. E à Isabel Almeida, que foi quem me fez a demonstração (tal como já havia feito antes a outras vossas conhecidas :) ), me explicou tudinho com a mais santa paciência e a maior das simpatias. Gostei muito Isabel, obrigada! :)

Isto é ou não é assustador?


A magreza, acentuada pelas pinturas cadavéricas, o estilo mais-que-weird, até as expressões faciais são estranhas. E eu que as achava assim uns mini-fashion icons.

sábado, 24 de abril de 2010

Bom fim de semana


E que este texto de Walt Whitman vos inspire para dois dias de relaxamento, contemplação, divertimento e alegria.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Não sou eu a única...


...a achar que a Ritinha ficou inspirada depois de ver o Invictus, pois não?? Mas gosto, Rita. Dá vontade de encher o peito a cantar.

Hoje é dia de...


...trabalhar como uma doida. Não me deixando distrair em mini-excursões à net.
...fazer uma tonelada de compras em mercearias para os dois mega jantares que vou cozinhar nos próximos dias.
...ligar para os senhores do MEO a pedir crédito na factura por causa dos dias em que a minha box não funcionou decentemente e eu perdi as minhas gravações do Brothers and Sisters.
...ao fim da tarde, trocar a bad workday mood pelo weekend mode. E fazer uma dolorosa, estafante e divertidíssima aula de Body Combat.
...jantar sushi no sofá. Uma vez por semana não faz mal, right? *esconde a cara nas mãos*
...ver final do So You Think You Can Dance. Já sei quem ganha, mas não digo a ninguém (a menos que a pessoa adivinhe, e assim já não sou eu a fazer o spoiler).

quinta-feira, 22 de abril de 2010

O blogger é ainda mais marado do que eu pensava.

Era só isso.

Monossílabos


Às vezes queria ser um ente que comunica por monossílabos. As pessoas riam-se quando eu dissesse piadas monossilábicas, deixavam-me em paz quando eu grunhisse "humpf".... E éramos todos imensamente felizes num mundo de comunicação não-verbal.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Update


Estou um bocado (muito) farta de gente que só arranja lenha para se queimar, só faz asneira atrás de asneira, não me consulta antes de tomar decisões invariavelmente erradas, e depois vem "por favor, por favor", para aqui a santa padroeira apagar os fogos quando as coisas já estão completamente descontroladas.

Haja paciência!!!

A crise

Acabei de receber aqui duas pessoas que já tiveram tudo nesta vida, ao nível material, e que agora não têm nada de nada. Só problemas, dívidas, inimigos. É deprimente ouvir os relatos deles, os apelos deles, os desabafos deles. Mas acaba por ser um pouco inspirador ver que, ainda assim, se mantêm juntos venha o que vier. Que lutam e que tentam encontrar uma saída para a situação caótica em que se encontram. E que poderei ser eu a pessoa que lhes oferece uma possibilidade no meio disto tudo. Ou não. O tempo o dirá.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Mau dia...


... muita asneira na dieta. Só queria ser mais forte de espírito.

Ah, é verdade!


Pois é... também vou! E ando tão ocupada que até me esqueci de partilhar a novidade!

domingo, 18 de abril de 2010

Eu há bocado estava a escrever um post...


... sobre este ^^ programa, que estava a ver; mas não sei como nem porquê, foi tudo para o espaço sideral. Também não me apetece escrever novamente tudo aquilo que tinha dito, e que afinal se resume em duas palavrinhas apenas: "que" e "desilusão". A produção é fraquinha, o júri não cativa (o César está muito pouco à vontade para televisão, a Marina tem uns ataquinhos de riso que muito me desagradam, o Miguel Quintão não sei sequer o que lá está a fazer), os candidatos são na grande maioria abaixo do nível que se pretende... Enfim. Não gosto de não defender o que é nacional, mas neste caso não há grande coisa que seja defensável.

E depois há situações que são francamente ridículas, como a daquela menina georgiana, que de técnica mostrou zero, cuja coreografia era do mais básico que pode haver, praticamente nem saiu do sítio, mas porque era muito bonita levou um "passaporte"; e uma outra miúda que veio dos Açores e tentou mostrar conhecimentos e fundações de dança foi levada à coreografia por ser qualquer coisa como "atabalhoada"... Deixam-me perplexa. Estou ansiosa por ver mais desenvolvimentos de mais uma produção à portuguesa de um êxito mundial tão grande.

sábado, 17 de abril de 2010

Ce soir...


...Rodrigo Leão no Centro Cultural Vila Flor. Está na hora de me ir arranjar.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Adoro #2



O meu reloginho Too Late. As minhas amigas C. e C. ofereceram-mo pelos meus anos, em Novembro e eu farto-me de o usar, é tão fofinho e vermelhinho. :) Hoje, que estou de vermelho, não o podia dispensar! E também adoro os frasquinhos de vidro que lhes servem de caixa. Muito originais e até mesmo funcionais.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

terça-feira, 13 de abril de 2010

All-Bran em quadradinhos


Encontrei! Penso que são estes os cereais que me foram prescritos para o pequeno-almoço. Lá bom aspecto têm...

Alea jacta est


Acabou-se a boa vida, comer-se tudo o que se quer, fazer-se atropelos alimentares até mais não. Estou um peso que nunca tive na minha vida. E assim não dá, se quero mudar tanta coisa que vai mal, este é um dos primeiros passos a dar!

Assim, hoje voltei à nutricionista que sempre me acompanhou cá em Braga. Fiz a consulta e descobri que o meu corpo mudou muito! Antigamente estava a fazer retenção de líquidos, neste momento estou com falta de 4 litros de água. E a massa gorda aumentou MUITO de proporção. Pelo menos a minha celulite - obrigada Isaura! - decresceu imenso. Já só tenho uns nodulozitos, nada de preocupante. Enquanto isso, continuo com as massagens.

Foi-me feito um plano algo rígido, mas fui eu que pedi assim. É que, por motivos vários, eu quero fazer o esforço de emagrecimento por um período de tempo não superior a 120 dias. Depois disso, apenas a manutenção do peso atingido. Mas parece-me viável, e ainda por cima posso comer várias coisas de que gosto bastante. hehehe

Querem saber o plano que foi feito para mim? Então cá vai.
Pequeno-almoço: um sumo de uma peça de fruta + 6 quadrados de All Bran chocolate
Meio da manhã: 3 cajus (sem sal) + 2 tostas integrais simples
Almoço: (se comer fora) 120g de peixe ou carne sem gordura e 1/2 prato de legumes ou 1 prato de salada + 1 peça de fruta; (se comer em casa) sopa de legumes, sem batata, feijão ou grão, mas com farinha de pau + 1 iogurte sólido de aromas ou pedaços + 1 peça de fruta
Lanche 1: 1 pão de centeio/mistura/integral + 1 chá ou cevada
Lanche 2: 1 peça de fruta + 3 nozes
Jantar: 1/2 prato de salada/legumes + 120g de carne ou peixe ou 1 ovo cozido/mexido sem gordura ou 1 requeijão magro + 1 batata pequena ou 3 colheres de sopa de arroz ou massa + 1 peça de fruta.

1,5 l de água ou chá (sem ser verde ou de cavalinha) durante o dia e exercício físico cardio-vascular.

Parece-vos bem? A mim sim. Boas notícias: é permitido o sushi ocasionalmente como refeição, sem que seja considerado um desvio à dieta. Posso fazer uma refeição de asneirada ao fim de semana.

We're on!

domingo, 11 de abril de 2010

Azar pá!


Acabei de ver no telejornal que alguém mais expedito do que eu foi mais rápida a montar o negócio que eu gostava de trazer para cá (se tivesse o capital, claro). Mesmo antes de ir a Nova Iorque já tinha a paranóia dos cupcakes, e achava mesmo boa ideia "importar" o conceito para Portugal. Somos um país tão guloso, não somos? A sério, estou mesmo chateada. Era um plano meu! Rai's partam.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

E como às vezes não há como umas comprinhas para animar a malta....



... e como eu tenho "aquela" pancada por Melissas...
Não é que vou descobrir mesmo aqui ao pé do trabalho um stock-off de Melissas e outras coisas igualmente giras? Trouxe logo estas duas que vos mostro. A um preço verdadeiramente camarada. Duas pelo preço de uma, menos um bocadinho. Ai que bem que me soube.
Ainda experimentei uns vestidinhos, mas infelizmente mesmo com os mega descontos ainda eram pesaditos demais para o meu parco orçamento....

quinta-feira, 8 de abril de 2010

E quando não há nada para dizer?


Quem me conhece, e também quem me lê, saberá que não estou num bom momento. Momento este que dura já há um bom tempo - talvez uns bons dois anos. Eu não o entendo, não o consigo destrinçar. Sou analítica e auto-crítica, por isso tento incessantemente fazer este exercício. Só consigo destruir aquilo que consigo perceber. Mas a verdade é que as minhas tentativas de entender esta crise têm sido infrutíferas.

Como é lógico, no meu dia-a-dia faço os impossíveis por me mostrar de bom humor, confiante, activa, faladora, enfim, no meu velho ser. Até criei este blog para isso, para efeitos terapêuticos, para dizer imbecilidades, para fazer reflexões. Mas a verdade é que não tenho nada, ou tenho muito pouco, a dizer. A quem quer que seja. A minha mente está fraca, sinto-a debilitada, não produz o seu habitual. Parece-me que nas crises muitos de nós são assim; eu sou-o de certeza.

Quero tanto sair deste buraco. Invento mil e uma hipotéticas formas de o fazer. Porque estou constantemente a lutar. A lutar contra mim mesma e a lutar contra este estado de espírito. Por mil motivos, mas essencialmente sei que ele está aqui por qualquer motivo mórbido que sai fora do meu controlo. Não porque eu ache que a minha vida é má, não porque eu ache que só me acontecem coisas más. Porque felizmente não tem sido esse o cenário. E fico de facto inspirada quando vejo pessoas a quem REALMENTE a vida traz limões, e elas alegremente - ou tentando-o - fazem limonada fresquinha. Mas a mim a tristeza sai-me do controlo.

Apesar disso, continuo a lutar para viver com o meu interior em harmonia com as condições externas da minha existência. Sempre a lutar, e convicta de que vou conseguir, mesmo que perceba que ainda não encontrei o caminho. Sempre convicta de que isto é uma fase - ainda que longa - e de que não houve nenhuma transformação dentro de mim, que me tornou vazia e poeirenta. Sempre à procura daquela mulher engraçada, aventureira, inteligente, de coração aberto, segura mesmo com tantas pequenas inseguranças, curiosa pela vida e pelos outros, sedenta de coisas. Não sei dela. Mas enfim, continua-se a busca. Até lá, wish me luck. Fica o (mais um) desabafo.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Bola, tens de ver isto.


Eu sei que este vídeo já anda para aí a rolar à brava pela blogosfera fora, mas fica aqui para as minhas pessoas. Hehehehehehehe.

terça-feira, 6 de abril de 2010

O reiki


Hoje, pela primeira vez na minha vida, experimentei uma nova terapia. O reiki. Para quem não conheça, o reiki é uma terapia que tem como base a canalização de energia vital e universal através da imposição de mãos (o canal pelo qual passa essa energia). Pode haver toque, ou não. E o intuito é restaurar o equilíbrio - próprio ou alheio - em qualquer nível: físico, espiritual, emocional... através do alinhamento e bom funcionamento dos chakras.
Hoje em dia, já se fala muito no reiki como auxiliar da medicina, pois são cada vez mais divulgados e notórios os seus benefícios, havendo inclusivamente cada vez mais provas dadas na vitória do reiki sobre doenças várias. Existem já médicos reikianos, bem como em todas as classes sociais e profissionais (independentemente de serem ou não ligadas às ciências da saúde), o que vem demonstrar a disseminação desta terapia. E ainda bem!

Quanto à minha experiência, gostei muito. Sinto-me mais tranquila, definitivamente. A I., que me aplicou o reiki, explicou-me que ainda me vou sentir melhor, porque o reiki não se vai esgotando, vai-se como que multiplicando e crescendo dentro de nós. Agora estou ansiosa por me tornar eu própria reikiana, fazer o meu curso e criar a minha própria rotina terapêutica; quem sabe o meu tão almejado equilíbrio volta de vez! E o poder ajudar outras pessoas... é algo que me motiva muito. Poder partilhar o equilíbrio com terceiros. Estou ansiosa!

sábado, 3 de abril de 2010

Feliz Páscoa para todos!


Eu voltarei na 2a feira. Até lá...

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Beautiful people #4 - Adele


Eu acho-a linda, um rosto maravilhoso e uma voz sublime. It's not the size that matters.

Beautiful people #3 - Henry Cavill


Need I say more?