quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Eu também tenho uma constatação do dia...

...e da semana, e do mês. Acho que eu e o M. somos das (pouquíssimas) pessoas que conheço que NÃO vão ao concerto dos U2. A nenhum deles. E estamos bem assim!

Verdade irrefutável


Tenho a certeza que todas nós temos esta como uma verdade irrefutável na parte que nos toca. Mas, cá por coisas, hoje esta convicção é minha: o meu marido é o mais querido, o mais atencioso, o melhor marido do mundo!

E deveria afirmá-lo todos os dias. Obrigada por tudo o que fazes por mim e por nós.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Adoro #9


Cinema. Qualquer cinema, claro. Mas em particular cinema europeu, cinema brasileiro, cinema latino-americano. Cinema alternativo. Desde que perceba o filme, claro. É preciso perceber, que isto há muito autor torturado por aí a fazer filmes e depois as mentes simples aqui não atingem. Mas é isso. E cada vez gosto mais de fugir ao comercial, ao anglo-americano. Não que não os veja; aliás, todas as semanas, ou quase, vou ao cinema e vejo um dos filmes em cartaz. Mas a minha paixão é tudo o resto. E vou começar a partilhá-lo aqui.

Estou confusa.


Alguém me poderá explicar como é que eu recebo um report do sitemeter que me diz que esta semana tive 0 (zero) visitas e 0 (zerinho) page views? É que eu sinceramente não entendo.

Cá para mim o sitemeter tem os dias contados por estas bandas.

A Maria está sem net

Mas continua a haver montes de livros, dvds e outras coisas boas para adquirir! E que tal passarem lá a ver se não há aquele livro ou aquele dvd que vos faz mesmo falta na colecção? Pelo caminho dá-se uma ajudita e não custa mesmo nada!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Os meus aromas preferidos... 9


Adoro. E vai ser ao que vou cheirar este Outono...

E, por esta ordem...

Passei assim o serão de ontem. A ver primeiros episódios.

Modern Family, season 2

The Big Bang Theory, season 4

How I Met Your Mother, season 6

Grey's Anatomy, season 7

Sex and the City - aqui foi um desvio à regra. Não foi um primeiro episódio, mas ando a rever a season 1.

E foi um fartote de pastelar no sofá. Perfeito para uma segunda à noite.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Seriously?!...


Quando dei início a este blog, tive duas motivações: primeiro, tentar criar um escape do quotidiano, que fosse só meu, num momento em que me senti necessitada de algo; segundo, poder comunicar com o mundo em geral, e com aqueles que não estão perto de mim em particular, partilhar os meus pensamentos, os meus gostos, as minhas pequenas loucuras.

Garantidamente, nunca foi minha prioridade ter muitos ou poucos seguidores, muitos ou poucos comentários, ser muito ou pouco popular, criar polémicas ou provocar impressões. A mim sempre me bastaram as minhas pessoas, embora seja extremamente ligada ao que elas pensam de mim e ao que têm para me dizer.

No entanto, depois de se entrar neste mundo, é difícil desconectarmo-nos das suas contingências e das suas características. Às vezes, não vou mentir, dou por mim a pensar por que motivo as minhas reflexões nada suscitam em quem me lê. Ou por que será que tenho tão poucas visitas, tão poucos seguidores. São pensamentos efémeros, porque felizmente rapidamente me volta a noção de que não é esse o meu propósito, nunca foi, não o é agora. E sei que não tenho nas mãos o tempo que seria necessário para poder verter aqui todas as coisas profundas e as ainda mais frequentes "parvoíces" que me passam pela cabeça.

Mas confesso que fiquei triste quando o M. me chamou a atenção para o facto de que perdi um seguidor. Perdi um! Já são tão poucos. Certamente que isso não acontecerá por falta de motivos. Mas perder seguidores? Seriously?...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Nunca falha


Acho mesmo que é a única intervenção cirúrgica para perda de peso com taxa de sucesso e eficácia 100%.

Bom fim de semana!

Já tinha muitas saudades vossas

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Já fui tão feliz em... #8








... Malmö e Gotemburgo, Junho de 2007. Um dia muito feliz.

Já o contrário, para mim...


... é o Mário Augusto.

Coitado do senhor, não é que eu antipatize com ele, eu até o acho algo simpático na apresentação, sabe a sua quota-parte da sua área de movimentação (o cinema), mas o que acontece é que o acho o verdadeiro cromo. Comete gaffes volta e meia; gosta imenso de falar das estrelas que conheceu pessoalmente e das festas VIP onde esteve... E tem a PIOR pronúncia inglesa de sempre. Eu sinceramente acho que os entrevistados devem responder por intuição!

Ainda hoje o estava a ouvir na Antena3 e só me ria. Falava do All Street (ele queria dizer WALL Street), em que entrava "o Michael Douglas e o Charlie Sheen... Não, o filho, o Martin Sheen. Não, esse era o pai, era o filho o Charlie Sheen." Só me ria.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Os dias úteis


Andei que tempos a adiar a visita a este espaço. Falta de tempo, as desculpas do costume. Mas eu sabia que quando fosse, ia gostar. Devo desde já ressalvar que não aprecio "programas da manhã", seja qual for a rádio que os emita. A maioria dos dias, irritam-me as piadas quase sempre básicas, as risadas estridentes, o fluxo (para mim anormal) de palavras àquela hora da manhã. Eu só comunico em condições a partir do MEIO da manhã.
Mas, voltando ao assunto, eu gosto, gosto muito, do Pedro Ribeiro. Acho-o um doce, uma simpatia, uma pessoa inteligente e um bom comunicador.

Hoje li-o por intermédio da Miss Glitering e fiquei com o coração apertadinho por ele, mas rendida. E fui lá, e linkei-o, e vou passar a lá ir todos os dias. Prometo.

E... está a chegar.


Por mais que me saiba bem estar enroscadinha com um chá no quentinho da manta no Inverno, que adore a expectativa e o bom humor da Primavera, que me regale com o calorzinho bom das noites e com a praia no Verão, o Outono é definitivamente a minha estação do ano preferida. Chuva, não; não gosto de chuva. Mas gosto do refrescar dos dias, das cores quentes de que a Natureza se reveste, do cheirinho das castanhas assadas na rua, dos recomeços e das imersões em boas energias, dos planos novos...

Talvez seja por eu ser uma nativa do Outono; mas estou feliz por ele estar à porta.

Edit: Mas se há coisa que detesto é agendar um post e depois verificar que já alguém disse basicamente o mesmo que eu. Humpf!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Os meus aromas preferidos... 8


Mais um dos meus antiguinhos. Este perfume fez parte da minha existência aí dos meus 18 aos 21 aninhos. E tinha tanto a ver comigo nessa altura, em que me descobri como pessoa, como mulher... Este aroma quente e forte, embora feminino e sensual, fazia parte de mim.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Preciso de sugestões


Ando com um problemão do qual não me consigo livrar.

Desde há uns meses a esta parte que me tenho debatido com uma caspa persistente. Inicialmente começou como uma reacção de sistema nervoso, um género de caspão no couro cabeludo. Ultimamente o problema tem-se agravado, e eu acho que é por causa destas mudanças de clima... Inclusivamente, a pele do rosto também está muito seca em alguns sítios e faz descamação. Mas na pele eu vou conseguindo acalmar com um creme que costumo comprar nesta altura do ano. O couro cabeludo é que é a minha dor de cabeça.

Já tentei vários tratamentos. Aquele que sempre me deu melhores resultados quando isto me acontece é um champô de farmácia, o Nizoral, mas após vários frascos o problema manteve-se, o que é anormal para mim. Já experimentei o H&S, que várias pessoas me recomendaram, e nada. Agora estou a usar um champô profissional, de cabeleireiro, mas também não vejo melhorias.

Alguém tem - please - uma fórmula mágica para me ajudar? Obrigada.

Dos meus sapatinhos azuis

Fico contente que tenham gostado deles!

Se alguém tiver curiosidade em saber de onde são, são da marca Sofia Costa, desta última colecção de Verão. Eu por acaso tive imensa sorte e comprei-os directamente à fábrica (eram o par de amostra), por isso custaram uma quantia bastante módica! :) De alguma coisa há-de servir ser oriunda da zona da indústria do calçado, né? Mas não faço ideia do preço em loja, nem se ainda estão disponíveis em saldo em alguma sapataria...

Atrasadíssima, como sempre


Mas cá está:

1. Referir quem ofereceu o selo:
A caríssima Leana, que podemos encontrar em http://diamondsarenotagirlsbestfriend.blogspot.com/


2. Qual é o teu chá preferido?
É muito difícil, para uma viciada em chá como eu, escolher apenas um... Mas gosto muito de infusões, e neste momente sabe-me muito bem a de lúcia-lima. Uma escolha de sempre é menta.

3. Quantas colheres de açúcar costumas meter?
Zero! Prefiro o sabor ao natural.

4. Passar o selo a 6 pessoas:
Passo-o a todas as tea-lovers da blogosfera!

domingo, 19 de setembro de 2010

Ontem...








...fui a um casamento. Usei este vestido já conhecido cá do blog, e combinei com os pormenores que se podem ver nas fotos (desde já, passe a má qualidade das mesmas). Confesso que a coisa que mais gostei foi do meu penteado. É que, tirando o casamento - e quem já viu conhece a simplicidade do mesmo - nunca tinha feito um "penteado"! Pronto, fiquei entusiasmada com o resultado e andei o dia todo a perguntar ao M. se já estava a desfazer-se.

E assim me estreio a revelar as minhas "produções".

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Goji berries


Na minha última consulta de nutrição, foi-me indicado que deveria comer três destas bagas de goji como snack da manhã. Não fiquei muito entusiasmada, confesso. Depois de as ver, menos ainda. São como passas, pequeninas. Pensei logo: três??? Vou morrer de fome.
Agora que as experimentei, não me desagrada tanto a ideia. O sabor é normal para este tipo de fruto seco - que eu não aprecio por aí além. Sabem a passas, mais ou menos. Também não me sinto nada "cheia" com as três bagazitas. Mas uma coisa de que gostei, e muito, foi da informação que recolhi na net sobre este fruto. Ora vejam lá:

"Muitos estudos publicados nos últimos anos, principalmente na China, reportam possíveis efeitos medicinais das bagas goji, especialmente devido às suas propriedades antioxidantes, incluindo potenciais benefícios contra doenças cardio-vasculares e inflamatórias, problemas de visão, do sistema neurológico e imunitário. Também se lhe atribuem propriedades anti-cancerígenas. É uma fruta anti-envelhecimento por excelência, aumentando os níveis de energia, ajudando no processo digestivo e na perda de peso - por ser tão concentrada, basta comer pouca quantidade para se sentir saciado e bem nutrido.
Os aminoácidos presentes nestas pequenas bagas estimulam o funcionamento de células brancas até 300%, tornando muito difícil que quem as consome fique constipado ou com gripe.
Uma das mais recentes descobertas acerca dos benefícios das Goji berries é a sua capacidade de melhorar os níveis de insulina nos diabéticos. As Goji berries têm ainda a propriedade de o fazer rir e sorrir durante o dia todo. Por isso há quem lhes chame de happy berry ou smiling berry."

Happy berries? Venham elas!

Bom fim de semana, everyone!

Na minha mesinha de cabeceira (#12)


Expectativa. De ser transportada para lá, em mente. E com uma boa história a acompanhar.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Já fui tão feliz em... #7











... Washington D.C., Outubro de 2009.

Don't mess with me, mo-fo...


One down, a lot yet to go. Mas fica provado que quando me pisam os calos, também sei retaliar.

This could be us



Porque a nossa química intelectual e psicológica sempre foi muita. Sempre foi mais do que química... foi magnetismo.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Self-explanatory


E ainda não cheguei à parte efectivamente pior de todo o processo.

Babies






Ouvi falar deste documentário de Thomas Balmès no programa da Oprah, há umas semanas atrás. Vi-o ontem à noite e ainda estou a babar. Trata-se do acompanhamento dos primeiros meses de vida de quatro bebés, oriundos de quatro cantos bem diferentes do mundo - Japão, Mongólia, Namíbia e EUA. O filme quase não tem diálogo, mas a linguagem não verbal é elucidativa o suficiente. Acompanhamos estes quatro bebés desde a barriga das mães até começarem a dar os primeiros passinhos. E é engraçado verificar que, apesar de todas as diferenças culturais, educacionais e socio-económicas, as crianças se desenvolvem de uma forma tão parecida nos primeiros tempos de vida. As mesmas birras, a mesma curiosidade, as mesmas reacções. Olhem, ainda estou a babar!