sábado, 30 de abril de 2011

Esta manhã fui ao Continente. Habitual dificuldade em arranjar estacionamento, até que vi um lugar - um pouco apertado para a banheira que conduzo - mas vago, em frente aos lugares para grávidas e mães de crianças pequenas. Claro que tive alguma vontade de usar um desses confortáveis lugares, também vazio (afinal qualifico-me, né?), mas como acho que ainda não estou suficientemente grávida, decidi deixar o lugar para alguma mãe ou alguma grávida que dele precisasse mais do que eu.

Entre manobras e manobrinhas, lá estou a terminar de estacionar quando chega um carro como uma flecha e zás, vai de frente no dito lugar, e deixa-o ficar assim, atravessado, bem "à patrão".

Quando o condutor sai do carro (metade do tamanho do meu familiar que tanto me dói estacionar), uma rapariga bem novinha, bem magrinha e com boas pernas para andar, juro que me apeteceu rodar a baiana e espetar-lhe com duas solhas bem dadas. Mas isto são só as hormonas, e na verdade não fiz nada. Mas fiz questão de passar pelo carro, espreitar a ver se tinha cadeirinha, ainda que sem bebé (não tinha), e passei por ela com olhar de pelotão de fuzilamento e a empinar bem a minha barriga incipiente. Estúpida.

5 comentários:

Sofia disse...

É mesmo para usar essa palavra... estúpida.
Beijos para ti, para vós

veeny disse...

Parvalhona da gaja!! Beijocas para mummy e baby

Miss Star Pink disse...

Amiga é o comportamento tipico de gentinha sem educação, infelizmente é o q há mais.
Isso deu ctg (pessoa calma), se fosse cá com a Je tinha rodado a baiana na hora. Se em estado normal passo a vida a rodar, imagina com as hormonas saltitantes?!

Beijocas

Olívia Palito disse...

Provavelmente de seguida, veio uma grávida de 8/9 meses que teve que estacionar o carro no "fim do mundo", porque o que lhe estava destinado foi ocupado pela "super model". :)

Jo disse...

A falta de respeito impera, infelizmente.