segunda-feira, 9 de maio de 2011

Assim já começo a gostar mais do que oiço

Refiro-me a isto. Será que, finalmente, desponta uma (ainda que tímida) alternativa válida à tristeza que temos no poder? Pelo menos, finalmente, parece-me que querem seguir alguns dos caminhos certos e fazer mais e melhor do que o banditismo descarado a que temos estado sujeitos.

Mas, qual gata escaldada, resguardo-me até ter uma melhor vista do que aí vem. A ver vamos.

Sem comentários: