segunda-feira, 27 de junho de 2011

O meu comentário que me deu um post.

Há sempre uma primeira vez. Hoje comentei o blogue da Marianne e tive de transformar esse comentário em post. Para explicar a minha ausência dos últimos dias.

A minha luta é exactamente não deixar o meu blog tornar-se um blog de grávida... Porque tenho consciência de que há outras pessoas a lê-lo, e e quem, não tendo de agradar, gosto de não maçar.
No entanto, a minha vida, neste momento, pela primeira (e, em princípio, única) vez, é este filho. Por isso, não sei que faça. Ao blog, refiro-me. :) Eu não sou esta gravidez, mas neste momento sou uma grávida. Feliz. Ainda assim, mantém-se tudo o que disse acima. Só contradições. Então os meus dedos ficam calados e eu vivo os meus momentos. E trabalho. E namoro. E curto a vidinha.


E, além disso, de ontem até quinta estou de férias. :)

9 comentários:

Manuela disse...

Querida Hearts, então aproveita muito estes dias de férias e vai dando notícias do ti e do teu bebé que eu cá te espero, com muito agrado :)

Me disse...

Não me parece - MESMO - que deixes de ser tu, a S., para passares a ser "só" uma grávida.

Estás grávida. E és a S. grávida. Mas nunca por nunca deixarás de ser a S.!

Não tenhas receio disso!

Boas férias lindosca!

Pipita de Chocolate disse...

Eu não me importo nadinha que fales da tua gravidez. Compreendo que é uma fase mágica e que as mulheres devem adorar vivenciar, por isso vejo como uma coisa natural da tua via, como o trabalhar e namorar :)

Por isso podes falar à vontade de tudo o que tiver a ver com gravidez!

Bjs e boas férias!

Rita G. disse...

Aproveita bem estes dias, descansa, curte a tua barriguinha:) mas vai dando notícias, ok?:) bj

vanessa disse...

transmite o que sentes. estás a passar por um momento tão bonito que acho que não vale sequer a pena de fugires desse tema :)

Ana FVP disse...

Oh... e eu que gostava tanto de ver esse teu lado! És tu! Agora, assim, de barriga... por isso acho que devias estar à vontade de escreveres sobre o que és!

Vee disse...

Eu entendo-te. A tentação de centrar todas as conversas naquilo que está a acontecer é mesmo muito grande. E não é porque de repente os neurónios ficam condicionados a só falar nisso mas porque é uma felicidade tão grande que realmente só apetece partilhar.
Mas se queres que te diga eu também não acho que deixes de ser tu por estares grávida ou por seres mãe, acho que vais ser ainda mais TU.

Nokas disse...

Vai lá de férias mas volta...até porque queremos ( e eu falo por mim) partilhar dessa tua felicidade...não deixas de ser tu :)

Carla Maia disse...

Quando estamos grávidas ou somos mães, não deixamos de ser quem somos, só nos transformamos em outros alguéns, cheios de contradições e encantos!