segunda-feira, 11 de julho de 2011

Maria,

Tal como pediste não te respondi ao email, que apenas há minutos li. Respondo-te aqui, embora não tenha muitas palavras. Nunca desmerecendo o poder de uma palavra, que tem força, muita força, eu sempre fui mais de gestos. E se estivesses ao pé de mim, fisicamente, tinha-te dado um abraço. Porque nesse abraço ia a minha continuada admiração por quem nunca desistiu de um sonho, a minha alegria por vê-lo na alvorada de se começar a tornar realidade, e o meu carinho - porque as boas pessoas são assim, chegam e aninham-se num qualquer cantinho, seja por que motivo for, e de repente já fazem parte.

Espero que sim, que tenhas internet de vez em quando, porque não te queremos perder o rasto. Eu quero continuar a fazer parte desse caminho que trilhaste. E fica sabendo que - não tenho dúvida que falo por muita gente - és mesmo uma inspiração. Para que quem acalente um sonho nesta vida, a expressão é tua, nunca deixe de o perseguir, ainda que isso signifique sacrifício e desprendimento. It seldom doesn't.
Um beijinho grande,
S.

2 comentários:

Manuela disse...

Querida QE, e a nossa Maria, deu mais um grande passo para a concretização do seu sonho, que foi sonhado por tantos de nós :D

Maria disse...

Vocês é que me comovem, pá. Com esse carinho e essa força. Esse acreditar que já não é só meu. A privilegiada aqui sou eu. Eu que, desde o primeiro dia, contei com o vosso apoio incondicional.


beijo