segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Desejos de grávida

Honestamente, acredito que são um mito. Ao longo destes 7 meses quase completos, nunca tive um desejo de algo muito específico, muito menos de algo estranho. Apeteceu-me sushi, que me fui tentando conter de comer por precaução de possíveis intoxicações alimentares, apeteceu-me marisco, pelas mesmíssimas razões, apeteceu-me feijão, apeteceu-me pizza, apeteceu-me doce em algumas fases e salgado noutras. Tudo normal. Já me acontecia antes de ter engravidado.

Bom, não estou a ser totalmente sincera. Há uma coisa que me apetece bastante desde que começou o calor - embora não qualifique esse apetite como desejo de grávida. Mais talvez um apetite que tenho porque sei que é um no-no. Às tantas se fosse perfeitamente livre de consumir, não era tão forte esta vontade. Mas não sei. Ainda para mais com este calor. Com os petiscos. Com os convívios.




Nem quero saber se pareço alcoólatra, nem se é politicamente incorrecto dizê-lo. Não se pode, não se faz. Mas se me apetece?... ... ... ...

2 comentários:

Vee disse...

Não és a única, eu também tenho imensas saudades. Há comidas que ficam mesmo incompletas sem a cervejinha/sangria/vinho tinto/ etc a acompanhar.

Carla Maia disse...

Estes desejos não tive. eheheh