domingo, 16 de setembro de 2012

E da c-r-i-s-e?

Não falo. Estou farta dela, de governos, de desgovernos, de gente comedora e de gente opaca, de muita faladura e pouca solução. Porque a verdade é que a luz não se avista. Tristemente, acreditei que pudesse existir alguma integridade neste governo - tenho, pelo menos, de dar a mão a castigar pela falta de melhorias que hoje, muitos meses depois, se verifica. Pouco mudou. E eu já acredito em muito pouco. Por isso, não falo. Não posso.

Se me ocorrer uma solução, contudo, eu venho cá dizer. Ou se, entretanto, surgir uma iniciativa que verdadeiramente adiante, eu apoio e dou o meu sangue se for preciso. Ou alguém que realmente traga um fósforo para acender a tocha que nos guie para o fim deste túnel.

Sem comentários: