sexta-feira, 30 de março de 2012

Soirée au cinéma chez moi

Maravilhosa cinematografia, uma história deliciosa.

O meu novo melhor amigo

BabyTv, mais os seus Cuddlies, o Tulli, o Gato Henrique e resto da família. Está sempre lá quando preciso dele, valha-nos S. Meo.

terça-feira, 27 de março de 2012

Apesar dos problemas de pele que tenho e que já relatei aqui, decidi interromper os cremes específicos, pois achei que, ao fim de tanto tempo de uso ininterrupto, já não estavam a fazer efeito nenhum.

Estou a experimentar este Fluide Matifiant Hydratant Vinosource da Caudalíe e comprovo o que já tinha concluído noutras ocasiões: adoro produtos de vinoterapia. E a senhora da farmácia [que estava claramente a impingir-me este creme, em detrimento dos Avènes e La Roche Posays que eu andava a mirar] ficou tão feliz por eu o ter escolhido que me deu uma catrefada de amostras de produtos Caudalíe que estou desertinha por experimentar.

The time is now

Ontem, absolutamente por acaso, tropecei numas imagens minhas de 2007. Tinha seguramente uns dez quilos a menos. Quero regressar a esse bem-estar.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Os meus estranhos hábitos alimentares

Sempre fui uma grandessíssima gulosa, mas isto intensificou-se desde que engravidei, e piorou substancialmente desde que tive o bebé.

O problema actual na minha alimentação é que de repente, sem que nada o faça prever, fico com uma obsessão por qualquer coisa [invariavelmente nada saudável] e depois só quero comer essa qualquer coisa, todos os dias, senão parece que fico com um enorme desconsolo dentro de mim. Desde que o bebé nasceu já passei por várias fases obsessivas: batatas fritas de pacote, pastéis de nata, McFlurry de Oreos, e agora as farturas. Graças a Nossa Senhora da Boa Alimentação, ainda consigo manter alguma sanidade mental e não comer estes meus objectos de desejo sempre que me apetece, porque caso contrário seria mesmo TODOS OS DIAS, I kid you not.

E enfim, estou na fase das farturas. Farinha, frita, gordurosa, coberta de açúcar e canela. Está visto que não posso descer à Avenida enquanto esta tara não me passar.

Ainda não é S. João...

... que raio, ainda nem sequer é Páscoa!, e já levo duas farturas no lombo. Por este andar, até Junho há muita margem para pecar.

domingo, 25 de março de 2012

Decididamente preciso de fazer uma limpeza ao 5º andar

Com um solinho deste, 27 graus lá fora, e ainda assim prefiro ficar em casa, de pijama, entre os dois homens de ma vie.

quinta-feira, 22 de março de 2012

terça-feira, 20 de março de 2012

Something's gotta give

Esse é o meu problema. E, ao mesmo tempo, a solução.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Hoje apeteceu-me quebrar o silêncio por uma coisa de nada

Uma daquelas coisas minúsculas mas que nos deixam satisfeitas e de bem com a vida. Um pequeno-almoço delicioso. Uma cevada quentinha, duas fatias de pão de sementes com o melhor doce de abóbora do mundo, um sumo de manga. Um chá de funcho passado algum tempo, para finalizar. Estou compostinha. E pronta para mais uma sessão de brincadeira com o filhote, com quem estou esta manhã.

sexta-feira, 2 de março de 2012

É impressão minha...#2

...ou esta temporada que está a passar da ANTM é composta de bi-atches? Excepto a Raina 'tadinha, tão feliz e bubbly.

quinta-feira, 1 de março de 2012

É impressão minha... #1

... ou todas as housekeepers e afins (detesto o termo empregada, não sei por quê, e acho sooooo novo-rico dizer-se "a minha empregada", mesmo que se fale da mulher-a-dias) têm uma costela - eu diria até uma caixa torácica inteira - de decoradoras, arquitectas de interiores, you name it?

A menina que cuida da limpeza semanal aqui do nosso humilde lar, do engomanço - que esse então é mesmo cena que não me assiste - e ocasionalmente babysitta o meu filhote tem uma brutal costela dessas. Gosto mesmo muito dela, mas se há coisa que mexe com os meus nervos é todas as semanas ter de voltar a pôr as plantas no sítio delas, tirar os objectos da diagonal e recolocá-los na posição que eu gosto, etc. etc. etc. Já para não falar da loiça que é guardada nos locais mais estranhos, tudo fora do seu sítio, da roupa que idem aspas, e da Bimby que eu ia assassinando porque estava com um aspecto perfeitamente normal, como se estivesse completamente montada, mas na realidade não estava e por causa disso eu afoguei-lhe o motor com um litro de água.