terça-feira, 16 de abril de 2013

Chegar à conclusão de que se nasceu para dondoca

Quando nem sequer um vaso de cebolinho comprado no hiper sobrevive aos nossos cuidados "hands on dirt". Como é que se faz, gente entendida? Rega-se? (eu rego e ele morre). Põe-se ao ar livre? (eu ponho e ele morre). Deixa-se na marquise, onde dá luz quase directa mas não directa-directa? (eu deixo e ele morre). Não se rega? (eu não rego e ele morre). Ora caraças. Every f*cking time.

5 comentários:

Maggie disse...

hehehehehehe tbém sou das que nasceu para dondoca, tbem me morre tudo.

felicidades

maggie

Secretária Encantada disse...

Mais uma pa juntar ao clube... eu só tenho plantas naturales minhas... nas escadas... se as puser em casa morrem... deve ser pk assim sempre ficamos mais longe umas das outras e elas não respiram o meu ar... só pode.... pffff e tb sigo as instruções todas, mas é assim a vida....

Turista disse...

Querida QH, colocas em local com muita luz, e regas pouco... de preferência, colocas a água no prato do vasinho, sim?
Beijinhos grandes. :)

Queen of Hearts disse...

Obrigada a todas, especialmente à minha querida Turista :) :*

Vee disse...

Pode parecer estúpido mas eu acho que o local faz muuuita diferença. Aqui em casa esses vasos com ervas de cheiro não se aguentam e em casa dos meus pais cresciam lindos e a mão que os plantava e regava era a mesma.